latente-incomum-sala-2.gif

Eu só podia ver-te no ponto de ônibus com um tempo que se arrastava. O ônibus não chegava, mas no lugar dele chegou um homem lindo, que me atraiu na mesma hora.  

O tempo parou. 

 

Ele puxou assunto: qual o seu nome? 

Maria. E o seu? 

Ornitorrinco. 

 

Dei um leve sorriso fingindo não estar estranho aquela situação, mas eu estava encantada, foi amor à primeira vista. Seria ele mesmo o meu príncipe encantado? Nos olhamos um tempo e ele, galanteador, sugeriu um beijo. 

 

De repente, pensei, e se eu o beijasse e ele fosse um ornitorrinco encantado e voltasse a ser aquele animal com bico de pato? Mas, o amor também é um bicho estranho... então ela o beijou. 

madu assis

lante-incomum-linha.png
Ativo 4desenho_fundo.png
adriana soares e maria karminha
lante-incomum-linha.png

patricia sampaio

lante-incomum-linha.png
slatente-incomum-teresa.gif
márcio campos e isabela ataíde
lante-incomum-linha.png
teresa cristina bendini
lante-incomum-linha.png
claudia diaz
lante-incomum-linha.png
latente_incomum_Claudia_o meio_q.png
latente_incomum_topo
latente-incomum-gif-sala-3.gif
ana derland tanaka
lante-incomum-linha.png
cicilia jaco
lante-incomum-linha.png
Cicilia.jpeg
ciça kaline cruz rosa
lante-incomum-linha.png
_MG_2457.jpg
marie bueno
lante-incomum-linha.png
elisa castro
lante-incomum-linha.png
marie bueno
lante-incomum-linha.png